Agencia Kit digital
O Kit Digital e os agentes de digitalização. Soluções digitais TLL Media Solutions
Abril 23, 2024
Ciberseguridad
Cibersegurança: a prevenção é a chave para proteger a sua empresa
Abril 23, 2024
Agencia Kit digital
O Kit Digital e os agentes de digitalização. Soluções digitais TLL Media Solutions
Abril 23, 2024
Ciberseguridad
Cibersegurança: a prevenção é a chave para proteger a sua empresa
Abril 23, 2024
Show all

A Lei da denúncia de irregularidades: como afecta a sua empresa

Ley Whistleblowing

Se a sua empresa tem mais de 50 trabalhadores, é do seu interesse saber O que é a Lei da denúncia de irregularidades adoptada em março último. O seu objetivo é proteger os denunciantes de retaliações e evitar que sofram represálias em resultado das suas denúncias.

O não cumprimento da regulamentação atual pode ser muito dispendioso. Explicamos o que está por detrás da nova lei, quais as empresas que a devem cumprir e a que estão obrigadas, e quais as sanções impostas às que não o fizerem. E também o que tem a ver com a proteção de dados.

O que é e para que serve

A primeira coisa que precisa de saber é quais as infracções e actos de corrupção que a Lei da Denúncia visa combater. Estas incluem violações dos direitos humanos e das liberdades fundamentais no domínio do emprego. Incluem também o incumprimento da regulamentação em matéria de segurança social, a prática de infracções fiscais ou de infracções contra a administração fiscal, bem como o desvio de fundos públicos ou o suborno.

Estes são os seus três principais objectivos:

  • Prevenir. Promove-se a integridade e a prevenção da corrupção. A ideia é promover a transparência, a ética e a responsabilidade por parte das empresas e dos organismos públicos. Este objetivo tem uma dupla finalidade. Por um lado, garante a proteção das pessoas que denunciam violações, infracções e actos de corrupção nas esferas laboral, profissional e empresarial. Por outro lado, assegura a investigação dessas denúncias.
  • Proteger. Foram criadas medidas de proteção e salvaguardas para os autores de denúncias.
  • Sanção. A violação das regras pode ter consequências jurídicas e financeiras graves. As sanções são administrativas ou penais, consoante a gravidade da infração.

Quais são as sanções em caso de incumprimento?

  • Coimas.
  • Penas de prisão.
  • Suspensão da atividade por um período de tempo ou a título definitivo.
  • Perda de ajudas ou subsídios públicos.
  • Obrigação de restituir o direito violado.
  • Aplicação de medidas correctivas.

Além disso, a retaliação ou discriminação contra os denunciantes será punida com uma coima até 300 000 euros.

A Lei da denúncia de irregularidades afecta a sua empresa?

É uma lei que deve ser cumprida em todo o território espanhol por todas as pessoas singulares ou colectivas que exerçam actividades, sejam elas públicas ou privadas.

O aspeto mais importante da Lei da Denúncia, a principal novidade, é o facto de garantir a proteção dos denunciantes, quer sejam ou não membros da força de trabalho. Obriga também as empresas com 50 ou mais trabalhadores a implementar um sistema de informação ou um canal de denúncia. As empresas com mais de 249 trabalhadores têm até 13 de junho de 2023 para o implementar. As restantes (com 50 a 249 trabalhadores) têm até 31 de dezembro de 2023.

Quais os direitos dos denunciantes e dos denunciados que são protegidos

  • Receber aconselhamento jurídico gratuito e especializado antes e depois de comunicar a infração.
  • Proteger a sua identidade. A confidencialidade deve ser sempre garantida. A identidade só será revelada se tal for necessário para proteger os direitos de defesa ou o interesse geral.
  • Aceder aos meios para apresentar uma queixa. As empresas devem dispor de um sistema de comunicação eficaz para gerir a queixa. A queixa deve ser investigada e devem ser tomadas medidas para evitar futuras infracções.
  • Proteger-se contra possíveis retaliações. A discriminação, a redução dos salários, o assédio no trabalho e até o despedimento devem ser evitados.
  • Ser informado sobre a evolução dos inquéritos.
  • Indemnização por danos materiais e morais no caso de terem sofrido danos em resultado da comunicação.
  • Colaborar na investigação. Direito de as empresas cooperarem com as autoridades no seguimento das queixas.

O que é que a Lei da denúncia de irregularidades tem a ver com a proteção de dados?

Desde 2018, qualquer empresa que comercialize os seus produtos ou serviços em qualquer país da União Europeia, como a Espanha, deve estar adaptada ao Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD).

Esta medida visa dar aos cidadãos mais controlo e segurança sobre as suas informações pessoais no mundo digital. O objetivo é dar-lhes mais direitos para decidirem como querem que os seus dados sejam processados e como querem receber informações das empresas.

Deve ser claro que a Lei da denúncia de irregularidades e os regulamentos relativos à proteção de dados (RGPD) são, de facto, complementares. E que a nova legislação prevê uma série de medidas para garantir que assim seja:

  • Confidencialidade. As queixas e a identidade dos queixosos devem ser protegidas em todas as circunstâncias.
  • Consentimento. Os dados pessoais serão tratados com o consentimento explícito do queixoso e só podem ser utilizados para os fins específicos do inquérito e da queixa..
  • Informações. Os queixosos devem ser informados dos seus direitos relativamente ao tratamento dos seus dados pessoais..

Se a sua empresa tem mais de 50 trabalhadores, não arrisque e informe-se melhor. Contacte-nos e responderemos a todas as suas perguntas. Ligue-nos para +34 973 83 07 73, enviar uma mensagem de correio eletrónico para info@tllmediasolutions.com ou preencha este simples forma.

Phone icon
Llamar
Contactar
WhatsApp icon
WhatsApp